Tipos de cerimônia de casamento

Quando se trata da organização de um casamento, o mais comum é que os preparativos da festa acabem tomando a maior parte do tempo do casal, mas não se pode esquecer que a cerimônia é de maior importância, já que é durante ela que a verdadeira união acontece! A partir de agora, você confere alguns tipos de cerimônia de casamento, para se inspirar e planejar um momento inesquecível!

Existe, basicamente, o casamento civil e religioso. No caso do civil, normalmente a cerimônia acontece no próprio cartório, com a presença dos noivos, testemunhas e pais. É algo mais formal, que precisa obedecer a determinadas normas, por isso, não há muito espaço para criatividade. Já o casamento religioso pode acontecer de diversas formas!

O primeiro tipo de cerimônia religiosa que já foge um pouco do convencional é ao ar livre, em uma chácara ou praia. Se essa for a sua escolha, o ideal é escolher o horário de fim de tarde, para que o pôr do sol seja o cenário. Além de ser diferente, o casamento ao ar livre permite que os convidados se sintam mais à vontade, sem a necessidade de usar ternos ou vestidos longos. Aproveita-se a natureza como principal decoração.

Um tipo de cerimônia bem prática é aquela celebrada no restaurante em que será servido o jantar. Basta decorar um corredor no meio das mesas e montar um altar simples, conversando com o celebrante com antecedência, para saber se ele poderá se deslocar para o salão ou restaurante. Isso evita que se perca tempo indo de um lugar para o outro, além de economizar a decoração da igreja!

Além dos casamentos cristãos, existem outros tipos de cerimônias, de outras culturas. É claro que ninguém vai mudar de religião para se casar, mas é possível pegar algumas inspirações para fazer uma cerimônia marcante. Por exemplo: no casamento indiano, antes da troca de anéis, a noiva oferece ao noivo um pote com iogurte e mel, simbolizando a pureza dela e daquele momento.

Você também pode se inspirar nos casamentos havaianos e transformar a cerimônia em um luau, cheio de boas energias e vibrações positivas! Já nos casamentos americanos, é comum que a cerimônia seja feita em casa, deixando todos muito mais à vontade, além disso, são os próprios noivos que escrevem os votos que dirão um ao outro durante o matrimônio, uma boa ideia para quem quer surpreender!

Uma ideia bem diferenciada é a cerimônia militar, principalmente quando um dos noivos presta esse tipo de serviço. É possível colocar os militares no corredor, durante a entrada da noiva, ou na saída da igreja, fazendo o famoso “teto de aço” com suas espadas. São detalhes que podem deixar a cerimônia mais emocionante, mas se o capelão for militar, fique atento a todos os protocolos que precisam ser seguidos.

Por fim, uma dica que pode ser seguida em qualquer tipo de cerimônia: um vaso com areia rosa e outro com areia azul, cada um dos noivos pega um e despeja em um vaso vazio, simbolizando a união!

Cardápio para festa de casamento

Sem dúvida nenhuma, o casamento é um momento muito especial na vida de um casal. No entanto, para que tudo saia perfeito, é preciso planejar muito, pois todos os detalhes são essenciais para fazer o sonho se tornar realidade! Os noivos sempre pensam em agradar os convidados que estão compartilhando suas emoções no grande dia e, para isso, acertar na escolha do cardápio é fundamental!

Para escolher o cardápio do seu casamento, a primeira coisa a levar em consideração é o horário da cerimônia. Se você vai se casar durante a tarde, por exemplo, os convidados serão servidos mais cedo, por isso, o casal não deve escolher um cardápio de jantar, e sim algo mais leve, sendo o coquetel uma boa opção! Em casamentos que acontecem à tarde, você pode servir aos convidados canapés, cumbucas individuais com caldos, sanduíches, doces variados (como bolos e tortas), é realmente um café da tarde!

Ainda pensando nos casamentos que acontecem à tarde, como bebida você pode oferecer chá, café, chocolate quente (para combinar com as comidas), mas, se for durante o verão, não se esqueça de oferecer opções geladas, como caipirinha e chopp. Outro caso são os casais que se casam no fim da manhã e optam por oferecer almoço para os convidados. Nesse caso, uma boa opção de cardápio é o churrasco com seus acompanhamentos tradicionais (arroz de forno, saladas, maionese), especialmente se a comemoração for em um local aberto!

Outra opção para casamentos celebrados pela manhã é servir um almoço mais tradicional, com cerca de quatro opções de pratos quentes, três carnes e cerca de seis saladas. Devido ao horário, não é necessário apostar em formalidades, como entrada separada do prato principal, por exemplo. Além disso, os pratos quentes podem ser mais leves, principalmente se a temperatura estiver alta. O champanhe é uma boa bebida para acompanhar um almoço de casamento, assim como o vinho branco e os drinks.

E agora vamos falar do mais tradicional, que são os casamentos celebrados durante a noite que servem jantar para os convidados. Por mais que a noite permita uma formalidade e sofisticação maior, o buffet continua sendo melhor do que servir as pessoas em suas mesas, pois elas se sentem mais à vontade dessa forma! Quando o casamento é nesse horário, é fundamental servir aperitivo para os convidados assim que chegam ao salão, as bandejas de frios são excelentes no verão e as frituras (mandioquinha, polenta, batata), no inverno.

No buffet, as massas são excelentes opções de pratos quentes, pois costumam agradar à maioria: nhoque, lasanha, canelones, mas o risoto também é típico dessa ocasião! Uma boa alternativa é servir um tipo de carne de gado, como o filé mignon, um tipo de carne suína, como a paleta e um tipo de carne de frango, que pode ser o famoso “galeto”. Se quiser oferecer mais variedade de carnes, aposte em outros cortes bovinos, que são melhor recebidos pela maioria das pessoas.

Durante a noite, pode servir toda a variedade de bebidas, pois o horário permite.

Um noivo também precisa de preparos para o casamento

Normalmente, as noivas é que recebem a maior atenção nos meses que antecedem o casamento e no dia da festa, contando com o famoso “dia da noiva”. Porém, o noivo também merece cuidados e precisa de preparos para este dia tão especial na vida do casal.

Os preparos necessários para o noivo meses antes do casamento

De seis a quatro meses antes do casamento, ou até mesmo antes, é preciso que o noivo decida junto com a noiva qual é o traje que irá usar no dia da cerimônia, e se eles preferem alugar ou comprar a roupa. Eles também devem decidir juntos o que os pais e padrinhos vão usar no dia. É preciso que o noivo comece a cuidar melhor da alimentação para exibir um corpo saudável e boa aparência no dia da festa, além de ir ao dentista para checar se está tudo bem com os dentes e fazer uma limpeza.

Dois meses antes do casamento, se o noivo ainda não mandou fazer o traje é preciso que o faça, e se já comprou o traje, é necessário que o prove e veja se precisa de acessórios e complementos. Depois disso, peça os ajustes que são necessários.

Um mês antes do casamento, ou antes, veja se já está com todos os acessórios como camisa, gravata, cinto, meia e sapatos. Também prove o traje pronto, ou se ele foi ajustado, juntamente com os acessórios. Se for preciso que seja feito algum ajuste, ainda há tempo. Se a roupa for alugada, já verifique quem vai devolvê-la no outro dia. Compre também tudo que irá precisar para a lua de mel, como meia, cueca, bermuda, camisa e o que mais precisar.

Uma semana antes do casamento é preciso que o noivo corte o cabelo, cuide das unhas das mãos e dos pés, prove de novo o traje e verifique se está tudo certo e comece a separar as roupas que vai levar para a viagem de lua de mel.

Um dia antes do casamento o noivo deve fazer a mala para a lua de mel, passar ou pedir que alguém passe a camisa que ele usará na cerimônia e deixar tudo que vai usar para se arrumar para a festa, preparado para tornar a tarefa mais rápida. O noivo deve separar seus produtos para cabelo, desodorante, cueca, meias, camisa, colete, calça, cinto, gravata, sapatos, paletó, lenço, relógio e, claro, as alianças.

Os cuidados para o dia do noivo

Atualmente, existem lugares que também oferecem o dia do noivo, no qual ele poderá ter toda a atenção e descansar, tendo direito a cuidados com o cabelo e barba, massagens relaxantes, comidas e cerveja. Para ficar mais calmo, o noivo pode levar um acompanhante. Esta ideia é ótima para aqueles que estão nervosos e querem relaxar, e, ao mesmo tempo, ficarem prontos para o grande dia.

Mas, para aqueles que vão se preparar em casa mesmo, a primeira dica é dormir bem para ficarem tranquilos e descansados. Também é preciso se planejar bem para não se atrasar para a cerimônia! O noivo deve aguardar a caixa com as alianças no bolso direito do paletó e, claro, relaxar e aproveitar este dia tão especial.

Dama de honra que tarefa difícil

O planejamento e organização de um casamento demanda tempo, paciência e muita organização. A atenção aos detalhes é tanta que muitos noivos decidem começar a organização um ano antes de realizarem a cerimônia de união.

É preciso escolher convite, decoração, cardápio, lembrancinhas, flores, vestido, buquê, cabelo, maquiagem, alianças, Dj som e iluminação, o espaço para a recepção entre tantos outros. Mas o que sabemos de verdade é que a organização começa muito antes quando escolhemos nossos padrinhos, pajem e daminhas de honra.

As damas de honra são os sonhos da maioria das noivas, elas representam todo o amor do casal ao carregar as alianças, e são a preparação dos convidados para quando a noiva está prestes a entrar na igreja. No entanto, escolher uma dama, ou daminha, como chamamos, é mais difícil do que imaginamos, por esse motivo vamos listar algumas dicas que irão lhe ajudar (e muito) na hora de fazer sua escolha.

Como escolher a dama de honra ideal

A maioria das noivas brasileiras opta por escolher crianças para desempenharem o papel de damas de honras, normalmente a escolha das crianças também é feita dentro da família da noiva ou, até mesmo, do noivo, mas existe um modo certo de escolher a daminha?

A primeira coisa que se deve pensar na hora de escolher uma dama de honra é a idade. Se escolher uma criança, o ideal é que ela tenha entre cinco e 12 anos, porque é mais fácil ensaiar essas crianças – afinal, você não vai querer crianças chorando ou correndo pelos corredores da igreja segundos antes de você fazer sua tão aguardada e esperada marcha até o altar.

Na hora de escolher, opte por crianças que tenham alguma ligação afetiva com você e seu noivo. É importante que a criança se sinta bem com você e que vocês tenham intimidade, porque ela irá acompanhar alguns ensaios para o grande dia e, também, andara sozinha até o altar, se vir ali alguém que ela conheça e que tem mais afinidade. Nesse quesito, pode ser uma irmã mais nova, prima, sobrinha, afilhada ou, até mesmo, a filha de uma amiga querida. O importante é que vocês se conheçam e convivam juntas.

Ensaio e roupas

A daminha é um grande ponto nos casamentos do Brasil, por isso, ela deve estar do jeito que você sempre sonhou. O ideal é que, ao convidar alguém para ser sua dama de honra, você arque com os custos da roupa. Além disso, torna mais fácil que você escolha o modelito que a dama de honra vai usar, tudo isso de acordo com o que você quer para a cerimônia já que não é necessário que ela esteja vestida de uma mini noiva. Atualmente, as damas de honra representam um anjinho que abençoa o casamento ou, até mesmo, uma fadinha encantada que tem como função levar o símbolo dos noivos expressos nas alianças de casamento.

Já o ensaio pode ser feito de duas formas: ou 45 minutos antes do casamento – e, para isso, você deverá contar com a ajuda de pessoas próximas e dos pais da dama de honra –, ou no ensaio geral do casamento. Em ambos os casos, é preciso muita paciência e planejamento.